Coelho branco

Coelho branco

Criança quer ganhar ovo de coelho na Páscoa desde o século XVI, e o coelho junto. Minha Alice ganhou o dela e tratava como filho ou melhor amigo, não sei explicar. Brincava o dia todo e só não dormia com ele porque mostrei a quantidade de cocô que ficava na casinha de manhã. Despedia quando ia pra aula e voltava correndo pra parceria.

O tempo passou e a amizade cresceu, assim como o coelho, branco como um alvejante. Foi numa tarde de verão, com chuva torrencial, que esqueci o bicho no quintal. Quando olhei pela janela, parecia coelho de aula de genética. Quando corri atrás dele, estava todo escuro. Passei pano, escova, mão e nada: encardido.

Quando Alice chegou da escola e jogou a mochila no sofá perguntando pelo coelho, disse que a máquina estava acabando de bater.

Gustavo Burla

Allium cepa

Allium cepa

Os olhos vermelhos e inchados a encararam úmidos através do espelho. Inspira — um esforço. Expira — uma tortura. Verbos ruidosos. Doloridos. Arfantes.

Dez glóbulos sublinguais e você vai ver que imediatamente começará a respirar melhor, fora a recomendação. Parecia mágica, mas era quase um truque. Como a cebola faz com que os olhos e o nariz ardam e escorram, é usada para tratar as condições que causam no organismo os mesmos sintomas: gripes, resfriados, rinites, sinusites, conjuntivites alérgicas, sim, mas também dores surpreendentes e invisíveis, como aquelas que faziam sofrer membros fantasmas após a amputação. 

Foi em busca desse último alívio que, arrancando o próprio reflexo da frente, abriu o armário do banheiro, agarrou o frasco de vidro e entornou na tampa as pequenas bolinhas brancas. Talvez aquela também fosse a cura para corações extirpados e amores ausentes: dissolvê-los feito açúcar sob a língua.

Táscia Souza

 

O grande sonho do dragão

O grande sonho do dragão

Uma noite sonhou que era um dragão. Voava por sobre terras e mares, rios e casas e pessoas. Lançava chamas sobre povos e devorava os bem e os mal passados. Gritava sem que ninguém compreendesse e seguia pelos ares dono do mundo, o qual mudou completamente.

Acordou e pensou em governar.

(Qualquer analogia com a realidade é impossível, pois o sonho requer vontade política.)

Gustavo Burla