FarmaciApp

FarmaciApp

Quem mais sofre em tempos de crise não é o pobre, não é a classe média e não é a madame que tem que pagar mais caro pelas viagens kitsch. A principal vítima da crise é o doente.

Gabriel não era doente, era precavido, e ciente dos aumentos procurou um aplicativo pra buscar remédios mais baratos. Quando questionado pelos amigos, respondia: hoje não preciso, mas vai que…

Medicamentos de uso comum (aspirina, neosaldina, loratadina) comprava nas promoções. Os de uso esporádico (sonrisal, melhoral, gardenal) monitorava esperando pelas baixas de preço. As raridades comprava quando encontrava. Vai que…

Organizando a coleção na nova estante, percebeu que tinha duplicatas de algumas caixas. Cogitou procurar um aplicativo pra catalogar o que tinha, mas optou por especializar a semana na busca por remédios pra memória.

Gustavo Burla

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *