Ele e eu

Ele e eu

para A. e P.

Eu gostava de seus olhos. Verdes. E da maneira como suas pupilas se dilatavam à noite, encarando-me enquanto eu encostava minha perna fria em seu corpo quente. Gostava de como ele não fugia. De como não reclamava de meus pés gelados roçando seu abdômen. Gostava de como, ao contrário, ele se esgueirava sob o lençol para se colar ainda mais a mim. Gostava de como dormíamos nós dois, ali, a noite toda, sua respiração coordenada com a minha. Gostava de como ele abria os olhos sonolentos pela manhã, as pupilas dessa vez bem retraídas, enquanto tocava meu rosto devagar.

Só não gostava de como, depois disso, ele reclamava até que eu levantasse para abrir a torneira da pia do banheiro, onde ele teimava em beber água, e limpasse sua caixinha de areia.

Táscia Souza

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *