Arrepio

Arrepio

O plano de negócios surgiu quando soube que a pele é o maior órgão do corpo ano. Se era assim, seria coerente afirmar também que era o maior órgão sexual do corpo humano e isso revolucionaria o comércio de produtos com finalidades eróticas. Dedicou-se então à montagem de uma loja especializada. Nada de vibradores de tamanho descomunal; nada de plugues ou esferas estranhas; nada de pomadas que esquentam ou esfriam ou as duas coisas ao mesmo tempo; nada de lingeries que, a depender da situação, provocam mais riso que espanto.

Sua loja só vendia peles.

Havia as levemente aveludadas, macias ao toque. Havia as com muito pelo e as com pelo nenhum. Havia – e isso era um motivo de grande orgulho – as de todas as cores. Havia as com regulagem de temperatura, que começavam quase gélidas para aos poucos se aquecerem até parecerem um vulcão.

E havia uma em especial, a mais exclusiva de todas, a mais difícil de encontrar: aquela que, na mão certa, se eriçaria ao primeiro carinho.

Táscia Souza

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *