Todos

Todos

Ah, que admirável mundo novo é este em que todos podem sair e respirar o ar puro, em que todos podem sair para se encontrar nos parques e nas praças, em que todos pensam na coletividade como um bem maior, que inclui saúde, educação e bem-estar, um mundo em que todos somos pessoas boas e dispostas a ajudar com uma mão amiga e uma palavra de apoio, todos acreditamos que uma humanidade deve trabalhar junta para o desenvolvimento do planeta, todos voltados para a preservação da natureza, da identidade de cada um, das diversidades culturais, todos vivendo mais que sobrevivendo em meio a todas as formas possíveis de moradia, todos tendo direito à alimentação, todos podendo respirar arte e entendendo que política é tudo isso, é todos nós. Todos, menos os outros.

Gustavo Burla

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *