Category Archives: Gilze Bara

Diálogo pandêmico em figurinhas no WhatsApp

Diálogo pandêmico em figurinhas no WhatsApp

para Renata Vargas

G: – …

R: – É SÉRIS?

G: – EU TÔ RINDO, MAS É DE DESESPERO

R: – CALMA, RESPIRA

G: – TÁ TRANQUILO 

G: – TUDO SOB CONTROLE

R: – CALMA, VAI PIORAR

G: – CRUZES

G: – GRITOS INTERNOS

R: – PARECE QUE ESTÁ RUIM, MAS VAI PIORAR

G: – MI SE RI CÓR DIA

R: – HOSPÍCIO LOTADO

R: – RIVOTRIL LITRÃO

G: – ALGUÉM ME ILUDE, POR FAVOR

R: – E O SALÁRIO… Ó

G: – NÃO HÁ PUTA QUE PARIU QUE CHEGUE

R: – AINDA BEM QUE A GENTE TEM A GENTE

G: S2 S2

Gilze Bara

Vós negais ou Filme de terror sem fim

Vós negais ou Filme de terror sem fim

Custou a perceber que havia alguma coisa (muito) estranha no ar
Custou a perceber que não era uma gripezinha
Custou a perceber que precisava mudar de hábitos
Custou a perceber que era melhor respirar por debaixo de um pedaço de pano do que não respirar mais
Custou a perceber que não era nada demais a mão ficar toda ressecada de tanto passar álcool
Custou a perceber que era melhor trabalhar de casa, porque podia fazer isso
Custou a perceber que a ameaça era real
Custou a perceber que a vida nunca mais seria a mesma
Custou a perceber que era uma doença também social
Custou a perceber que eram vidas, muito além de números
Custou a perceber que não valia a pena arriscar
Custou a perceber que não valia a pena passear
Custou a perceber que não valia a pena aglomerar
Custou a perceber que tudo só estava piorando
Custou a perceber que era melhor passar o Natal a sós, se quisesse atravessar outras natividades
Custou a perceber que o ano novo não era tão novo assim — e que poderia ser pior — e que seria pior
Custou a perceber que um monte de conhecidos estava morrendo — que amigos estavam morrendo — que familiares estavam morrendo
Custou a perceber que a população de seu país estava sendo dizimada
Custou a perceber que não dava pra ficar bem com tudo o que estava acontecendo
Custou a perceber que estava cada dia mais difícil sorrir
Custou a perceber que estava cada dia mais fácil chorar e se desesperar
Custou a perceber que havia perdido sua humanidade quando perdeu a empatia pelas pessoas
Custou a perceber que não queria virar estatística
Custou a perceber que não conseguia mais respirar direito
Custou a perceber que havia perdido sua vida pra Covid
Adoeceu pelo menos umas dez pessoas
Matou cinco delas
E nem percebeu.

Gilze Bara

Antídoto

Antídoto

Acordou.

Levantou.

Foi ao banheiro.

Ainda sem proferir uma palavra sequer, lembrou de sua própria voz.

E foi inundada pelo medo: “E se minha voz não sair mais da minha boca? E se eu nunca mais puder falar?”.

O primeiro lamento que veio em sua mente foi: “Imagina não poder mais xingar em alto e bom tom??!?!”.

Mais do que depressa, lascou um sonoro “PUTA MERDA!”.

Gilze Bara