Me adota aí!

Me adota aí!

Seguindo o bem-sucedido exemplo da campanha de adoção desenvolvida pelo canil municipal, a  biblioteca da cidade também decidiu fazer sua parte em prol de encontrar novas prateleiras para escritores abandonados. Nas redes sociais, uma série de postagens foi feita com o retratinho de cada autor, acompanhado de um chamado: 

“Oi, eu sou a Jane! Sou uma menina inglesa e tenho só 246 aninhos. Assim como minhas personagens, procuro uma casa pra chamar de minha. Me adota?”.

Ou então:

“Oi, eu sou o Joaquim Maria! Tenho quase dois séculos e escrevo livros de porte médio, mas conteúdo elevadíssimo. Sou muito irônico! Me leva pra sua estante?”.

No rol de pobrezinhos à espera de uma leitura, há escritores para todos os gostos: astutos criadores de romances policiais para vigiar sua casa, bravos elaboradores de contos de terror para amedrontar os pensamentos invasores, carinhosos e fofinhos autores de histórias de amor para você nunca mais se sentir só.

Vamos ser amigos?

Táscia Souza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *