Complexo de Van Gogh

Complexo de Van Gogh

Banho é lugar de boas ideias, foi sob o chuveiro que ela nasceu. Vinha de uma exaustão de bobagens, cansado de redes sociais, exausto de discussões encerradas com chavões. Parou de discutir, largou as redes e entendeu que o ser humano precisava estudar mais antes de digitar.

E acabou a pandemia. Os meses de tranquilidade em casa se transformaram em mesas de bar, com o teclado virando boca e as pessoas se mantendo as mesmas. Não ir? Fugir ao encontro? Covardia.

No banho entrou água no ouvido e achou a solução. Parou de lavar as orelhas, começou a empurrar a cera pra dentro e até o bocejo passou a conter. Foi ficando surdo. Saudavelmente surdo. Sorria ao chegar, falava e respondia o óbvio sem ouvir os outros e saía certo de que era um dos mais queridos em todos os encontros.

Gustavo Burla

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *