Bancarrota

Bancarrota

Parece haver um pacto de silêncio na imprensa, mas deveria estar em todos os noticiários econômicos: depois do boom de vendas provocado pela pandemia da Covid-19, as indústrias de higiene pessoal e de produtos de limpeza têm sofrido intensa baixa e muitos comércios especializados encontram-se à beira da falência. 

A derrocada começou depois de pesquisas colocarem em xeque a eficácia dos produtos em mais de 30% da população. Lenços umedecidos, sabonetes (em barra ou líquidos), sabões (em barra, em pó ou líquidos), detergentes, desinfetantes, álcool 70, sanitizantes, álcool gel, cloro puro… Nada disso é capaz de limpar as mãos de quem votar em Bolsonaro outra vez.

Táscia Souza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.