Author Archives: hupokhondria

Homero

Homero

Quando a flecha chegou perto do meu olho perto mesmo quase tocando a córnea antes que a pálpebra pudesse abaixar pensei o que uma flecha faz nessa era de celular e whatsapp em pleno centro da córnea já era que forte esse arqueiro deve ser fã de quadrinhos ou doente mental porque a íris nem viu o que pegou o cristalino fiquei tentando lembrar de onde vinha tudo isso vida passando pelos olhos sem sentido nenhum e humor era fúria não vítreo era foda porque não tinha nada de senso quando respondi a pesquisa não podia ser eu porque os cabelos brancos tudo era caminho pro nervo óptico e depois a certeza de que havia acertado no ponto cego e o resto era silêncio mais que som.

Gustavo Burla

Caminho das águas

Caminho das águas

A biblioteca não catalogava os livros por áreas, separando volumes nacionais de estrangeiros ou prosa de poesia. Também não catalogava por títulos. Nem pelos sobrenomes dos autores, dispostos em ordem alfabética.

Aquela biblioteca catalogava livros por lágrimas. Numa estante se encontravam os que não provocavam choro algum (a não ser que fosse de raiva pelo tempo perdido). Em outra, do lado oposto, estavam dispostos aqueles que faziam derramar corredeiras entrecortadas de soluços. Entre as duas, uma progressão aritmética de prateleiras, páginas e prantos.

Mas havia ainda o lugar de destaque, bem no meio do salão principal, espécie de púlpito no qual a bibliotecária expunha a recomendação da vez: a última história que tivesse feito escorrer uma única gota, lenta e cheia, por seu rosto, ao mesmo tempo que lhe arrancasse um sorriso.

Táscia Souza

Cama de hospital

Cama de hospital

Ninguém quer estar em uma cama de hospital. Flávia também não queria, mas doenças não seguem vontades, apenas aparecem. Aos 35 anos ela foi diagnosticada com câncer por Lair, médico que a acompanhou em todos os momentos do tratamento.

Foram meses de cirurgias, dores e lágrimas familiares, mas Flávia, fortalecendo estatísticas, não resistiu, e Lair perdeu uma paciente. E a esposa.

Sorrisos, promessas e beijos compuseram os últimos dias de Flávia e Lair como cônjuges.

Tudo isso em uma cama de hospital.

Daniel Furlan