Category Archives: Gustavo Burla

São.

1° de janeiro

1° de janeiro

Dias antes do Natal foi à farmácia comprar Epocler, Estomazil, Neosaldina, Engov, Pastilha Valda e chiclete sem açúcar. Aceitou o calendário do ano seguinte e foi pras festas.

Demorou a se recuperar e mais ainda até encontrar um prego em que coubesse o calendário à vista. Era já Dia de Reis, mas marcou como 1° de janeiro e passou o ano atrasado.

Gustavo Burla

O panetone de 4kg

O panetone de 4kg

O panetone era um chocotone, porque o negócio de fruta cristalizada é muito retrô, old school, vintage e raiz. Ele sempre foi nutela.

Ele, ele. O panetone era de chocolate e pesava quatro quilos.

Queria comprar um panetone diferente e achou que na black friday encontraria bons preços. Até achou, mas não foi bobo (nunca era) de topar os primeiros links e seguiu na busca. Comparou, salvou e fechou abas até que:

  • panetone de 900g maravilhoso por X

panetone de 4kg de marca famosa por 2X

Comprou de 4kg, valor mais justo. Quando chegou, viu a quantidade e pensou no preço que pagou por todas as responsabilidades da vida.

Gustavo Burla

Contador de histórias on-line

Contador de histórias on-line

Fez do prazer de ouvir histórias na infância o ganha-pão nas escolas, nos encontros do bairro e nos concursos pelo país. Para crianças e adultos, representava personagens conduzidos por um narrador cheio de vida que dava lugar a vozes e gestos, muitas vezes com alguns adereços.

E veio a pandemia.

Lives e lives e ele nada de conseguir retomar o prazer da contação de histórias diante do outro. Mantinha as nuances do narrador, as vozes dos personagem e até as feições, mas faltava o clima. Desistiu.

Mais de ano depois, foi convidado pra participar de uma live especial, com todas as referências da contação de histórias do país. Estava excitado e frustrado em igual monta, precisava encontrar uma solução e nem demorou: achou uma luz especial.

Com comandos pelo celular, a luz mudava de cor, piscava e tinha até efeitos visuais que eram texturas. Gostou principalmente do fogo. A casa parecia realmente em chamas.

Topou a live, preparou a história, ensaiou e ensaiou, organizou trilha, vozes, personagens e a iluminação. Começou: numa noite sombria, com apenas o fogo da lareira e o vento empurrando a chuva, aqueles quatro amigos

Acabou a energia no bairro.

Gustavo Burla