Category Archives: Hupokhondriakós

O que dizem fora, o que diz dentro

O que dizem fora, o que diz dentro

Todo mundo dizia que ela não tinha vida. Ela estranhava. E colocava a mão discretamente no tórax, um pouco mais para a esquerda, sentindo. Estava ali, batendo. Não era aquele ritmo, às vezes mais potente, às vezes mais fraco, que indicava que estava viva?

No entanto, se todos diziam, devia ser verdade, não é? Foi com esse assombro que abriu um talho no peito para conferir.

Táscia Souza

Camaleão

Camaleão

Voltou do circo querendo ser palhaço, trapezista, malabarista, mágico e leão.

Chegou do cinema se sentindo herói que luta, cavalga, atira flechas e beija a mocinha.

Passeou pela universidade logo se sentindo professor, aluno e vigia, ao mesmo tempo.

Foi ao supermercado para querer ser caixa ou repositor.

Do dentista saiu com vontade de ser o dono da maquininha que faz barulho.

Na festa queria menos beber e comer do que ser garçom.

Do velório não viu saída.

Gustavo Burla