Category Archives: Gustavo Burla

São.

Meia roda

Meia roda

Na porta da oficina, o dono do carro mal havia descido quando o mecânico afirmou:

— Carro tá meia-boca, né, chefe?

— Foi herança.

Explicou que precisava de uma revisão, geral mesmo, a começar pelos pneus, que estavam estranhos. O mecânico viu que estavam baixos, quase quadrados, tirou um e levou pro teste.

— Cara, tá sem câmara de ar.

— Sim, eu sei. Ficou com meu irmão. Carro era do meu pai, única herança, nós dividimos.

— Por que não venderam e dividiram o dinheiro?

— A gente cresceu indo pra escola nesse possante, moço, não dava pra vender.

— Mas dividir podia?

— Era o jeito, não converso com meu irmão faz tempo. Dividimos o carro todo. Fiquei com os pneus e ele com as câmaras de ar.

— Vai precisar comprar novas, tem um borracheiro ali virando à esquerda.

— Não posso virar à esquerda, essa parte ficou com ele.

— Pela direita o caminho é mais difícil… Vou com você até lá, a gente compra e volta aqui.

— Vai ter que ir agachado, não tem banco do carona.

Gustavo Burla

69 anos

69 anos

Durante 32 anos falou que morreria do coração aos 42. Foi uma visão.

Ninguém acreditava na visão.

Viveu 32 anos ouvindo: de onde tirou isso? tem histórico na família? como é sua saúde? se alimenta bem? que balela!

Passou 32 anos pesquisando. A metodologia variava com a idade.

No dia em que fez 43 anos, vivo ainda, argumentou com fundamentos: 69!

Gustavo Burla

E o vento levou…

E o vento levou…

Foi acordado de madrugada por uma porta batendo. Levantou, fechou todas as frestas de janelas e basculantes, atrasou o despertador meia hora e dormiu com a boa solução para o dia seguinte.

Todas as manhãs via-se entre caminhar uma hora para o trabalho ou dirigir no engarrafamento por uma hora até o trabalho. Naquele dia levantou, tomou o café sem pressa, conferiu o alinhamento da rabiola e prendeu-se à pipa.

O vento da varanda o içou e chegaria ao trabalho, pelos cálculos de velocidade e direção, em poucos minutos.

Se não tivesse sido laçado por um apressado pipaboy entregador de cestas de café da manhã.

Gustavo Burla